Contar a história de um casamento aqui no blog e dividi-la com vocês é algo que sempre me emociona porque eu tenho uma ligação profunda com cada uma das “minhas noivas”. O que divido aqui não é apenas a história de um casamento. Esta relação começa com o planejamento, mas vai muito além do grande dia. Sou amiga da vida de muitas delas e todas se tornam especiais para mim pois eu acabo conhecendo a história, os sonhos e as expectativas delas de maneira que poucos conhecem.

Com a Chris não foi diferente. Ela é uma pessoa muitoooo querida, muito acessível, com um coração gigante e uma família INCRÍVEL.

Pausa para falar da mãe super participativa, doce, e amorosa, que sempre soube participar sem passar por cima do desejo da filha, que soube sonhar o sonho da Chris. Já que estamos aqui, PRECISO falar do avô da Chris, que é um querido sem explicação, um português guerreiro que fez questão de fazer bolinhos de bacalhau para o coquetel do casamento!

Sentiram né? Casamento cheio de amor e repleto de significados? TEMOS para dar e vender!!!

Quando conheci a Chris e o Tião eles me falavam de ter um casamento mais descontraído, Tião mencionou ‘usar umas palmeiras’ e Chris pediu ‘aquelas luzinhas’. Bom, eram referências meio desconexas, mas vamos lá, vamos conhecer esse casal. Aos poucos fui descobrindo que a cerimônia seria na Igreja da Conceição por toda ligação que a família da Chris teve e tem com a paróquia e que o Clube do Comércio também fazia parte lindamente desta família. Bom, se tem significado, tem valor sentimental, nada pode ser mais importante e decisivo.

Tínhamos então uma das Igrejas mais antigas, tradicionais e lindas da cidade, e um clube histórico, com uma arquitetura Art Deco deslumbrante. Tendo tais características tão marcantes e valiosas, conversei com os noivos para tirarmos proveito delas e não trabalharmos contra elas.

Isso debatido, entendido e acordado, tínhamos uma questão, o salão do clube do comércio é rosa, MUITO ROSA, e tudo que eles não queriam era um casamento cor de rosa, ou com qualquer informação deste tom.

Impossível? Difícil? Que nada!!! Com uma iluminação poderosa, que valorizava a arquitetura mas neutralizava a cor, a escolha do branco absoluto para tecidos e flores, o uso de vidros, cristais e espelhos que juntos reforçavam o apelo art Deco, e o uso de folhagens em locais estratégicos, posso afirmar que ninguém diria que foi um casamento cor de rosa.

Apesar de toda a decoração e do ambiente requintado que foi construído, o mais emocionante da festa era o cuidado e o carinho com que os noivos idealizaram cada detalhe para emocionar, homenagear e bem receber todos. Foi um casamento esteticamente lindo, mas sobretudo, foi um casamento verdadeiro, que representou toda uma história familiar, que respeitou e homenageou as raízes, os valores, os afetos.

O Sr.Mário, com os seus tradicionais, famosos e deliciosos bolinhos de bacalhau fez questão de fazer centenas deles para o casamento da neta amada. A Dona Lila não abria mão dos doces verdadeiramente portugueses, vindos de Pelotas, fazendo jus a tradição familiar, e o pai da Chris fez questão de surpreender os noivos com um belíssimo show de fogos de artifício na saída da cerimônia.

Foi lindo, foi verdadeiro, foi inesquecível! Fica a minha gratidão por ter feito parte dessa história e a saudade dos encontros com a Chris, do café passado e dos bolinhos do Sr. Mario.

christiane-e-paulo-1

christiane-e-paulo-2

christiane-e-paulo-3

christiane-e-paulo-4

christiane-e-paulo-5

christiane-e-paulo-6

christiane-e-paulo-7

christiane-e-paulo-8

christiane-e-paulo-9

christiane-e-paulo-10

christiane-e-paulo-11

christiane-e-paulo-12

christiane-e-paulo-13

christiane-e-paulo-14

christiane-e-paulo-15

christiane-e-paulo-16

christiane-e-paulo-17

christiane-e-paulo-18

christiane-e-paulo-19

 

Noivos: Christiane e Paulo (Tião)
Cerimônia: Paróquia Nossa Senhora da Conceição
Recepção: Clube do Comércio
Decoração: Decoo Prisma
Móveis: Empório das Locações
Sonorização e Iluminação: Get Premium
Fotógrafo: Gabi Verfe