Cópia de 130331_CST_Gabi&Wyllian_MKF-280

Existe uma máxima de que não é a noiva que escolhe o vestido, mas sim o vestido que escolhe a noiva. Pode parecer lenda, mas até hoje sempre foi o que vi acontecer e comigo não foi diferente. A minha mãe não queria que eu alugasse o vestido, coisas de mãe de noiva, e sendo justa, a minha mãe teve pouquíssimas exigências, lembro de apenas duas, então não me custava nada atendê-la. Eu tinha três opções, mandar fazer no sistema de primeiro aluguel, mandar fazer e ficar com o vestido, ou comprá-lo pronto. Eu estava decidida a encontrar um vestido que me favorecesse, que combinasse com o conceito do casamento e que não fosse muito caro, o vestido não era uma prioridade orçamentaria.

 

Antes de mais nada eu decidi experimentar alguns vestidos para ver o que realmente me favoreceria, até porque eu tenho noção de cortes e modelagens que funcionam para mim, mas eu nunca havia experimentado um vestido de noiva, e tudo que eu pensava poderia cair por terra. Eu só tinha uma certeza, não seria tomara que caia. A minha primeira experiência com vestidos de noiva foi no Bazar Isoppo e foi maravilhoso. Colocar pela primeira vez um vestido de noiva é de uma emoção inexplicável. Eu gostei muito de vários, não eram tomara que caia, e estavam dentro da exigência da mãe de nuca ter sido usado.

O problema é que nenhum me fez chorar, e pior, nenhum emocionou realmente a minha mãe, o meu termômetro em matéria de vestido de noiva.Como toda noiva, eu comecei a pesquisar na internet, nas revistas especializadas, nas lojas da minha cidade e em todos os lugares possíveis. Em meio as minhas pesquisas me deparei com vestidos maravilhosos, mas um quando eu vi eu pensei, ‘se eu fosse fazer um vestido seria exatamente assim’. 

pronovias-bermeo

Como ele era de uma marca espanhola que eu sabia custar muito mais do que eu estava disposta a pagar eu tentei esquecê-lo, mas foi uma tentativa fracassada, eu já não me imaginava noiva sem ele. Como sempre, desistir não era uma possibilidade, e eu comecei a pesquisar alternativas. Primeiro orcei fazer um vestido parecido igual aqui em Porto Alegre, e o valor ainda era muito alto para mim. Depois eu descobri uma outra marca espanhola que tinha um modelo quase igual aquele que já era o meu vestido, mas os dois vestidos eram de marcas irmãs e custavam a mesma coisa.

sigilo:bermeo

Conheci pouco depois uma menina brasileira que mora em Miami e que ajuda noivas a comprarem os seus vestidos em Miami, cotei o vestido nos Estados Unidos, os custos da viagem, e os serviços desta menina e o valor já ficou mais atraente. O problema é que eu teria que encomendar e pagar o vestido estando no Brasil, pagar 100% do vestido sem vê-lo, sem conhecer a loja me deixava muito insegura.

 

Pesquisei, pesquisei, e pesquisei, até que achei uma loja em Portugal que vendia os dois vestidos, e nesta loja eu poderia pagar 50% na encomenda e os outros 50% apenas quando fosse buscar o vestido, e tudo isso com a vantagem de negociar em português. Mas comprar um vestido sem nunca ter o experimentado me deixava muito insegura, com isso, eu pesquisei onde no Brasil teria um destes modelos para eu ver pessoalmente e achei uma loja no Rio de Janeiro que dizia ter o bendito vestido. Lá fui eu juntar milhas, convidar uma madrinha e ir para o Rio de Janeiro experimentar vestidos de noivas.

 

Lá eu experimentei muitos vestidos, experimentei alguns da Marie Lafayette que eram uma coisa de tão lindos, mas eu precisava experimentar o vestido. Na tal loja que dizia ter o vestido (dizia ter no site e era uma revendedora autorizada das marcas segundo os sites das marcas espanholas). Cheguei lá experimentei outros modelos deslumbrantes, mas quando experimentei o meu vestido eu vi ali materializada a noiva que eu sempre sonhei em ser, vi ali a menininha que brincava de noiva com uma fronha na cabeça realizada, e tive a certeza era esse o vestido. Vale ressaltar, eu me achei mais bonita em outros vestidos, mas aquele era o meu vestido, com ele eu era a noiva que eu sempre sonhei em ser.

 

Tudo certo então? NÃO! Quando eu perguntei se aquele vestido era o La Sposa ou o Pronovias, elas me responderam que não era nenhum dos dois, e disseram que era um o nome da loja, ou seja, era uma réplica, e uma réplica muito mais cara que os originais em Portugal. Se tudo isso não bastasse, estes vestidos espanhóis são feitos sob medida para cada noiva, esta réplica eu levaria a amostra que era muito grande para mim, e fomos muito, muito, muito mal atendidas. Por tudo isso, sai de lá decidida a comprar o vestido em Portugal!

 

Analisei os vestidos gêmeos, pensei, repensei e pensei mais um pouco, e optei pelo Sigilo da La Sposa, a disposição da renda foi determinante.

La Sposa Sigilo

Muitas ligações, muitos emails depois, encomendei o vestido na loja em Portugal. Mandei as minhas medidas e confiei. Neste meio tempo consegui trocar muitas milhas por duas passagens para Portugal, e duas madrinhas amadas decidiram entrar nesta aventura comigo. Lá fomos as três a Europa rumo ao vestido ideal!

as 3 em Portugal2

Eu estava morrendo de medo de medo de algo dar errado, de ter sido vítima de um golpe, perder dinheiro e voltar sacramentando o que todo mundo achava, que eu havia pirado. Confirmando o dito de que Deus protege as noivas, tudo deu mais que certo! Os donos da loja foram impecáveis comigo, nos trataram como amigos da família, fizeram tudo que podiam para atender as minhas necessidades. Lá eu fiz mais três provas e três ajustes. Quando eu enviei as minhas medidas as enviei com alguns centímetros a mais, vai que o medo e a ansiedade se transformassem em quilinhos a mais, né?

 

Comprei na loja o vestido, o véu que eu escolhi lá, a saia de armação, a faixa bordada e ganhei a liga com o meu something blue. O véu eu havia pedido para separarem um muito muito longo e sem muita renda, quando eu o experimentei eu gostei bastante, e as madrinhas gostaram também, mas as senhoras da loja insistiram para que eu experimentasse um véu menos longo, com bem mais renda, e com a mesma renda do vestido. Quando eu coloquei o segundo véu e virei para ver as madrinhas, as vi em lágrimas e ali estava escolhido o véu.

 

Bom, a compra do meu vestido foi uma epopeia? Foi arriscado? SIM! Mas foi uma jornada inesquecível, eu nunca esquecerei a minha ida ao Rio de Janeiro com a Lu, nem a deliciosa viagem a Portugal e Espanha com a Mari e a Paula. E no fim tudo isso custou menos que o mesmo vestido no Brasil, eu fui a noiva que eu sempre sonhei e terei as melhores lembranças do mundo de toda esta aventura.

Cópia de 130331_CST_Gabi&Wyllian_CSL-18-Editar

Cópia de 130331_CST_Gabi&Wyllian_FST-226

E sim eu tenho as melhores amigas do mundo!

Cópia de 130331_CST_Gabi&Wyllian_FST-2602