Se existe uma unanimidade no universo dos casamentos é a importância da fotografia neste momento. Eu ainda não conheci um casal que não tivesse esta como uma prioridade, por isso, decidi fazer este post tentando ajudá-los a descobrir o fotógrafo ideal para vocês. Eu sempre ouço, “não queremos fotos posadas, queremos um registro natural”, acho que saber que se prefere fotos dinâmicas e não posadas e estáticas é um bom começo, mas só isso não resolve a questão.

 

Costumo dividir a fotografia de casamentos em quatro grandes grupos. Vale ressaltar que eu não sou conhecedora desta arte e esta divisão é uma criação minha para tentar ajudar os noivos a descobrirem o estilo que preferem. Claro que deve haver uma classificação formal, científica e etc. Mas aqui é só a minha interpretação pedagógica disso tudo. Estes grandes quatro grupos eu batizei como: fotografia tradicional, fotografia editorial, fotojornalismo e fotojornalismo hardcore.

 

A Fotografia Tradicional é aquele estilo mais clássico, mais posado. Onde o fotógrafo tem mais controle sobre o registro. É aquele registro que presa por um cronograma mais tradicional de momentos chave e importantes. Normalmente (mas nem sempre) estúdios fotográficos com grandes equipes priorizam este estilo fotográfico para que haja uma unidade no trabalho do estúdio, mesmo contando com muitos fotógrafos diferentes. Este estilo é o primeiro a ser menosprezado quando converso com os noivos, mas antes de emitir uma opinião, pense bem e analise o que vocês procuram, até porque quem não quer uma foto toda posadinha no altar?! Digo isso porque vejo um grande preconceito contra esta forma de registro, em contrapartida, vejo muitos noivos que depois do casamento se queixam de não ter esta ou aquela foto, que fazem parte ,normalmente, deste cronograma mais tradicional de registro.

 

tradicional2

 

tradicional

O que eu intitulo de fotografia editorial é aquele estilo também posado, no qual o fotógrafo dirige muito os acontecimentos, mas aqui ele não o faz para registrar os momentos chaves, e sim para criar composições únicas e esteticamente perfeitas. Acontece muito de eu ouvir os noivos reproduzirem o mantra “odiamos fotos posadas”, mas toda foto que lhes encanta foi criteriosamente montada, dirigida e posada!

editorial

tradicional

O título hoje super batido de fotojornalismo que eu não gosto ( mas ainda não achei um melhor) é o que hoje vemos mais propagado e adorado pelos noivos. É aquele estilo lindo em que o fotógrafo busca as mais lindas imagens que registraram os momentos como eles surgiram, de maneira espontânea, natural e orgânica. Aqui mais que o registro literal da imagem, o fotógrafo busca registrar os sentimentos e as sensações do grande dia.

fotojornalismo

 

hardcore3

O que eu chamo de fotojornalismo hardcore é aquela forma de registro em que mais que a beleza de quem irá aparecer na foto, o que mais importa é registrar a alma das pessoas e do momento. Aqui a foto de um pé sujo da noiva pode se tornar um registro lindo de como a festa foi animada. Não é o tipo de fotografia que agrada a todos, por exemplo, tirar uma foto de uma madrinha toda borrada chorando abraçada a amiga que acabou de casar pode não parecer a coisa mais legal do mundo, mas pode ficar belíssimo e há quem adore este estilo (tipo eu).

hardcore

hardcore

Você provavelmente agora está pensando, “mas eu gosto um pouco disso e um pouco daquilo, eu queria o estilo X e um pouco do Y para agradar os meus pais”. E eu tenho uma ótima notícia: ISTO É POSSÍVEL!

Aliás, a maioria dos fotógrafos eu não diria que são puramente deste ou daquele estilo e é totalmente viável encontrar um profissional que esteja na linha média do que vocês procuram. Eu fiz este post com o objetivo de mostrar a vocês um pouco de cada estilo e lembrar aos casais que é sempre possível unir os gostos em prol de um resultado único e perfeito para vocês.

Um outro aspecto muito importante a não esquecer é de que fotografia é ARTE. E cada fotografo tem o seu estilo pessoal de trabalho, então recomendo que vocês enviem sim suas inspirações e anseios quanto às fotos, mas não esqueçam de deixar que o artista faça o seu trabalho. Além disso, é muito importante que vocês reservem um horário na agenda para ir visitar e conversar com os seus fotógrafos preferidos, para poder ver o trabalho completo deles, ver um álbum real do início ao fim, o tipo de material que usam nos álbuns e também conhecer aquele que poderá ser a pessoa responsável por imortalizar um dos dias mais importantes da vida de vocês.